Honda CBR 1000 RR 2013

Pouco mudada esteticamente e também na parte do motor a CBR 2013 deve continuar com os preços altos, logo terá de ter controle de tração.


Honda CBR 1000 RR 2013

A Honda não teve muito que mudar em sua moto até o momento, mas ainda sim conseguiu complementar o que já era considerado bom para a empresa com algumas mudanças pequenas. Contudo, isso não é uma má notícia para aqueles que desejavam encontrar controle de tração ou mudanças significativas principalmente nas carenagens dessa moto. Um dos motivos para que a Honda não tivesse levado as mudanças mais a sério na moto é que a crise financeira mundial, principalmente sentida na Europa, pode ter influenciado bastante negativamente nesse sentido. Os engenheiros sabiam que não deveriam investir em uma motocicleta que não fosse dar retorno, por isso nada de tão especial pode ser visto, ainda sim vamos tentar encontrar alguns pontos para você saber mais.

         

CBR 1000 RR 2013

As mudanças podem ser notadas principalmente na parte dianteira esteticamente falando, basta notar que o que era arredondada e achatada sumiu, as entradas de ar acompanhadas do farol remodelado dão cara nova ao modelo, apesar de parecer apenas visual as mudanças tornaram a moto mais veloz com uma aerodinâmica mais concentrada em altas velocidades. Outro detalhe que pode ser levado em consideração é as doze pontas que a roda tem, elas são um pouco mais pesadas por serem rígidas, com isso grande parte do peso da motocicleta fica sobre os cubos, mas isso felizmente não vai influenciar no modo de dirigibilidade. Os freios ABS são controlados pelo sistema elétrico e isso aumentou em um quilo o peso da moto passando de 177 para 178 kg.

CBR em teste

Ponto que não vai agradar

Sem dúvidas mesmo com as mudanças que pareciam surtir efeito na moto ela ainda sim mereceu, na opinião da Honda, ter o seu preço que está entre 59.900 para a versão Standart e 62.900 para a versão com os freios C-ABS, contudo os valores das concorrentes que contam com muito mais dispositivos que valem a pena o investimento tais como o controle de tração que é hoje um item indisponível na maioria das motocicletas de ponta. Na aparição para a imprensa brasileira a motocicleta recebeu nota média entre todos os que a testaram por aqui, contudo vale dizer que apesar do preço a única coisa que conta a seu favor é a marca que a produz que é uma das mais queridas no país e isso pode ajudar na hora de sua comercialização.

Traseira CBR

A Honda ainda deixa claro para os interessados que a ausência do sistema de controle de tração não é necessário, pois sua moto já é muito fácil de ser controlada e até mesmo condutores inexperientes podem se sair bem. Pode ser que sim, mas a julgar pelas notas que os testes revelaram a verdade é que faltou esse incremento no preço que ela se encontra.

0 voto



Andre
17/01/13
Tags: , , ,


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook

X
Curta a página